Por que fotos de mães felizes incomodam tanto?

Imagem: banco gratuito de imagens
 
Hoje em dia há um movimento grande nas redes sociais girando em torno do “precisamos acabar com o romantismo da maternidade”. “Parem de mostrar fotos felizes com os filhos pois não existe maternidade perfeita”… Mas gente, será mesmo que alguém ainda acha que existem mães perfeitas?
 
Será mesmo que aquela mãe que postou uma foto num momento feliz com os filhos no FB está querendo intrinsecamente jogar na nossa cara que a maternidade dela é perfeita e a nossa não? Amiga, se você ainda acredita que uma foto no FB define toda uma vida da pessoa, peço por favor que desconstrua isto (sempre quis escrever “descontrua isto” rs)
Lembro-me da repercussão que o tal “desafio da maternidade” (que convenhamos era uma coisa tão boba..) causou no Facebook porque, né? “Como assim aquelas mães conseguiram extrair momentos felizes da maternidade? Maternidade é um saco”…
Eu não sou nem um pouco romântica, nem na maternidade, nem no meu relacionamento com meu esposo, muito menos na vida, sou mais do tipo aquariana prática (e um tiquinho debochada rs). Gosto de compartilhar momentos difíceis que passo com os meninos, e tento rir um pouco da desgraça porque sei que todo mundo passa coisas parecidas, compartilhando-as ou não. Também deixo claro que diversas vezes eu grito, me descontrolo, não sei como lidar com brigas e não encontro literatura que resolva. Entretanto, eu juro que não consigo entender essa nova onda de: “não podemos mostrar uma maternidade linda porque não é realidade”… Mas e se for? Devo abafar um momento feliz porque não estaria mostrando toda a realidade de uma vida? Afinal, todos sabem que as redes sociais são um álbum de vida editado, como aquele seu antigo álbum físico de criança, ele também não contém as dificuldades que seus enfrentaram para te criar e educar, não é mesmo? 
É bem verdade que saber que uma mãe também passa por momentos difíceis, exaustivos, insuportáveis, pode apoiar uma mãe que também está enfrentando os mesmos problemas com os filhos. Exatamente por isso procuro compartilhar situações que passo, e acabo expondo um pouco a vida dos meus filhos. Mas você pode ter certeza que aquela mãe da fotinho feliz também enfrenta as mesmas dificuldades que você, ou quem sabe outras. E nem sempre ela quer esconder isto, ou jogar na sua cara “olha como eu lacro na maternidade”. 
 E outro ponto, não seria um tanto egoísta querermos que as pessoas enxerguem a maternidade da mesma forma que enxergamos?Por exemplo, tenho uma amiga que também é mãe, e pude acompanhá-la em algumas situações com o filho em que pensei: “Caramba, como é que ela não tá reclamando, gritando, virando a mesa diante disso? Se isso parece o mais óbvio pra mim… Acreditem, existem sim pessoas assim, e elas não estão encenando… E que eu posso fazer? Odiá-la porque ela é insuportavelmente otimista e equilibrada? Desmascará-la? Arrancar com os dentes essa mania de ver os problemas de uma forma mais simples? Ou ao invés disto, tentar captar um pouquinho dessa habilidade ou essência? (embora eu nunca consiga rs)
Tudo isso não significa que não exista gente falsa e soberba nas redes sociais, claro que estão por toda parte! Mas o que eu quero evidenciar é que o retrato da felicidade alheia nem sempre está querendo dizer que a sua vida é uma porcaria. E que grama do vizinho pode parecer mais verde porque ele não fica o tempo todo reclamando do tom que ela apresenta naquele momento, então vamos parar de nos odiar a toa que esse tipo de energia não é boa pra ninguém.
Enfim, revoltar-se contra “mãezinhas fofas” é um gasto de energia desnecessário logo que todas têm suas dificuldades, suas falhas, seus problemas com os filhos, postando fotinhas e depoimentos felizes ou não. Para mim, maternidade é isto: uma hora no paraíso, uma hora no caos, em variáveis proporções diárias, sempre neste ciclo. E para você pode ser diferente! Deixo-te então à vontade para exercê-la como quiser, e mostrá-la como quiser também.
PS: Escrevi esse texto há algum tempo e hesitei em postar, então esse post da minha amiga Lelê me encorajou!

Um comentário em “Por que fotos de mães felizes incomodam tanto?

  1. Pois é gata!
    Como te disse, amei o post!
    Acho que precisamos um pouco desse contraponto pq ta chato demais só o #mimimi e #maternidadereal (e over over over sharing)
    bjs
    Lele

  2. Não dá pra ser 8 ou 80!! A gente percebe quando é uma maternidade muuuuito linda e falsa, mas, se isso deixa a pessoa feliz que seja. Eu falo pros meus filhos que eles são um Anjo…. Vai que isso os tornem….tem gente que gosta de ver coisas boas para não ficar amarga, tem pessoas que se solidarizar com as prezepadas de outras… e assim seguimos a vida materna, paterna, fraterna…..

  3. Acho que quem reclama nas redes sociais está querendo desabafar… como tudo na vida, há dias bons e dias ruins e outros "maomenos", mas a contabilidade da vida materna sempre fecha com saldo positivo!

Deixe uma resposta