sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

5 coisas sobre meu irmão

 Não sei se isso também acontece na casa de vocês que também tem dois filhos do mesmo sexo em idades próximas, mas aqui brigam bastante e disputam atenção o tempo todo
 Não isento minha culpa de que ultimamente ando dando mais atenção ao meu caçula de 7 anos, que é desatento e tem dificuldades na escola. Aí percebo que o mais velho (quase 9), que sempre foi muito bem na escola, começa a demonstrar um comportamento arredio tanto comigo quanto com irmão. E nessas últimas semanas ele começou a apresentar um desleixo com as tarefas escolares que nunca teve e chegou a dizer ao irmão que ele atrapalhava sua vida. Aquilo me doeu muito, fiquei muito chateada e a princípio comecei até a evitá-lo (maturidade materna, cadê rs?) 
 Respirei, pensei e solidária ao sentimento de que toda essa reação é resultado de uma falta minha com ele, chamei e conversei, perguntei se ele estava achando q eu estava dando mais atenção ao irmão e ele confirmou. Então pedi desculpas pela falta de atenção e disse que na verdade eu acabava deixando mais as coisas por contas dele porque eu o acho muito inteligente e tenho muito orgulho dele. Mas sempre que precisasse eu estaria perto para ajudá-lo em qualquer coisa. 
 E expliquei que o irmão precisava muito tanto da minha ajuda quanto da dele. Então, numa psicologia inventada, pedi para que ele escrevesse 5 coisas boas sobre o irmão, e o resultado é esse da figura acima. Em seguida, quando eu estava cansada de insistir para que o caçula terminasse a tarefa, ele foi lá e o incentivou, disse que o que ele fez tava bom, e exerceu toda generosidade e paciência que eu sei que ele tem. Morri de orgulho! E me convenci que preciso passar mais tempo com ele, dedicando-lhe um tempo exclusivo para se expressar.

 É assim, né gente? Seguimos tentando, errando e acertando nessa árdua jornada da maternidade. 

OBS: o caçula ficou contente com os elogios e abraçou o irmão. Disse que também que também ia escrever pra ele, embora ainda se atrapalhe pra definir os predicados, sei que o irmão mais velho é o ídolo dele!

Abraço, gente!

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Criando com lego (tirolesa, circo e escolinha)

No fim de semana brincamos com lego e queria mostrar algumas ideias e criações dos meninos para quem quiser também fazer em casa:
Tirolesa: faça uma pequena base em cima de um banco e outra no chão (se precisar prenda esse com fita adesiva), una as duas bases com um barbante/ cordão. Para a minifigura descer na tirolesa testamos algumas opções: passar o cordão por uma pecinha “alça”, passar por uma pecinha de roda, ou passar entre duas barrinhas conectadas. A opção da barrinha deu um efeito mais bacana na descida.
Brincando de circo: é bem simples fazer um arco para o equilibrista, e outro para o trapezista, que pode ser pendurado com um barbante.
Escolinha: construir uma escolinha numa base quadrada verde, os alunos são os mais diversos possíveis ;-) É isso! Muito bom aproveitar um pouquinho do tempo livre para criar né? Porque sim, a outra parte eles gastam no vídeo game, não tem jeito rs...
 Abraço!

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Filho, nem tudo na vida é brincadeira


Eu sabia que precisar pronunciar essa frase doeria neles, mas nunca imaginei que também doeria em mim. Sabe por quê? Porque quando digo para eles que “nem tudo na vida é brincadeira”, isso igualmente acaba ecoando forte dentro de mim. Dizendo que a mãezinha legal, fofa e brincalhona precisa ser reduzida e agora mais do que nunca a mãezona hardcore precisa entrar em ação.

Esse ano as demandas de atividades, tarefas e exigências da escola devem aumentar, principalmente para meu mais velho de 8 anos. Por isso a dedicação também precisa crescer, e as responsabilidades que ele precisa assumir se elevarão exponencialmente a cada dia.
Já logo no começo do ano já precisei dar uma ríspida consequência decorrente de pontos negativos que ele andava levando por não fazer todas as tarefas e esquecer materiais fora da mochila. Acabei tirando o horário do vídeo game que ele tanto adora... Mas sofri, viu? Banquei a durona, mas por dentro sofri. E é claro, oscilei naquele pensamento protecionista que me alfinetava: Será que a culpa não é um pouco minha? Eu deveria ter lembrado, conferido e checado tudo!  Mas precisa chegar o momento em que eles precisam assumir sozinhos seus deveres e responsabilidades, não é mesmo? E qual seria o momento correto? Postergar esse momento não seria causar mais dificuldades no futuro?

Mentiria para vocês que acho moleza essa atribuição total das responsabilidades aos filhos. Cobramos tudo deles como se fossem pessoas maduras e focadas, mas aí eles aparecem com perguntas lúdicas do tipo: “por que as estrelas não caem do céu?” Então caímos de um prédio de 20 andares num piscar de olhos e concluímos: caramba, ele ainda é uma criança...
Segundo o conselho de uma professora, dedicar 60 minutos diários em casa as atividades da escola, seria suficiente para atender essa nova demanda. Tentaremos cumprir essa meta, eu fazendo minha parte para que eles possam exercer a deles.
Porém, jamais quero abrir mão do tempo deles para brincar e serem crianças. Continuaremos fazendo e compartilhando nossas arteirices/brincadeiras com vocês, talvez com menor frequência (ou não rs) ...

E já que dizem que o ano começa agora (ou seria na segunda rs?), desejo que este seja produtivo e triunfante para nossos filhos, nunca abdicando o tempinho sagrado de brincar e ser criança, claro!

Vocês amigas que estão nessa mesma fase escolar dos filhos, como funcionam as coisas por aí?

Abraço!

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

DIY Fantasia Popeye

Para fazer a fantasia de Popeye eu usei uma camiseta preta lisa (você encontra em malharias ou lojas populares), feltro nas cores vermelho, branco e amarelo (o azul é opcional). 
Chapéu de marinheiro: corte duas partes no feltro branco como mostra a figura 1. A largura de cada uma delas deve medir a metade do diâmetro da cabeça da criança (aqui deu 27cm), para a altura usei 16cm. Junte a fenda aberta e costure para dentro como mostra a fig2, depois junte as duas partes do gorro costurando pelo avesso (fig3). Costure a aba de 7cm pelo lado de dentro do gorro, para depois virar para o lado de fora.
Gola do Popeye: corte o feltro vermelho como mostra a figura 5, com 32cm de largura e 27cm de altura. A circunferência deixada tem que caber em volta da gola da camiseta. Usei uma fitinha preta para os detalhes da gola. E 3 círculos de feltro amarelo para os “botões”. Se quiser também dá pra colocar detalhes na manga com o feltro azul.
Cachimbo: usei uma rolha e um lápis 
Espinafre: foi um cofrinho de lata verde, mas poderia ser qualquer latinha, encapei com papel colorset verde que tinha aqui (a cor não seria bem esse, mas né rs)
Abraço a todos e bom carnaval!!!

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Mães blogueiras por uma internet + segura

Hoje é dia da internet segura, e minha amiga Milene, teve a iniciativa de reunir as mães blogueiras para participar de uma ação em forma de brincadeira, em que investigaríamos a rede social de uma amiga secreta. O intuito foi não apenas de alertar nossos leitores, mas também nos conscientizarmos de que hoje em dia, mesmo uma pessoa sem grandes conhecimentos em tecnologia, pode ter acesso a informações restritas de outras pessoas através de pistas deixadas nas redes sociais. E sim, ficamos assustadas com as informações que encontramos umas das outras durante a brincadeira.
 É claro que é bacana compartilhar nosso dia a dia, os passeios, experiências e dicas nas redes, mas sempre é preciso tomar um pouco de cuidado, evitando ao máximo expor informações como de endereço, dados bancários, documentos, local de trabalho. E principalmente preservar informações relativas às crianças, como as que mostram algo sobre escolas, locais que frequentam diariamente, ou fotos que podem constrangê-las agora ou futuramente... Enfim, fazermos nossa parte para garantir nossa segurança digital (eu já comecei a fazer depois do alerta da brincadeira)

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

DIY Vaso lousa

Sabe aquele vaso de cerâmica que está lascadinho? Então, decidi renová-lo com o contact preto fosco para dar o efeito lousa. Para cortar o papel contact no formato trapézio e encaixar direitinho no vaso, basta deitá-lo num papel de molde, ir girando e contornando com a caneta a parte de cima e a de baixo dele. Assim, você obtém o molde, recorta e transfere para o contact. Para facilitar a aplicação do contact e evitar as bolhas, eu molhei um pouco à superfície do vaso. As crianças adoraram e lá podem expressar suas artes na décor da casa (na parede eu não deixo não hehe)

OBS: Tem mais ideias aqui no blog com o contact preto aqui e aqui. E você também pode obter esse efeito com a tinta lousa. Abraço!

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Falsa neve para brincar (experimento com o sabonete Ivory)

 Geralmente eu não gosto de compartilhar coisas que levam algum material difícil de achar, mas não resisti em mostrar esse nosso experimento porque é muito bacana. O Sabonete Ivory (ivory soap), é fabricado pela P&G, mas não sei por que não é vendido aqui no Brasil. Você pode comprá-lo baratinho nos supermercados se for aos EUA, ou pedir para alguém trazer (como eu fiz). O diferencial dele é que ele flutua na água, o que é essencial para esse experimento.  Se você encontrar algum outro sabonete que flutue pode fazer que também dá certo, ou se quiser também pode fazer um (encontrei uma receita aqui)
Colocamos o sabonete Ivory num prato e esquentamos no micro-ondas por cerca de 1min. Chame as crianças para acompanhar de longe como e ver acontecer a expansão. Espere esfriar e retire do micro, a criançada vai poder brincar de neve (o aspecto é seco e esfarelento)
OBS: E depois da brincadeira eu aproveitei o sabonete para fazer um detergente ;-)
Abraço a todos e feliz volta às aulas para as crianças! (e para as mães também né rs?)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...