Dei (ou quero dar) um celular pro meu filho (a). Que cuidados devo tomar?

Esse não é um post determinando idade certa para dar um celular a criança/adolescente. Hoje em dia, acho que as circunstâncias e as necessidades variam de acordo com cada família, e cada um deve avaliar qual o momento adequado para essa aquisição. Já faz bastante tempo que meu filho de 11 anos é um dos poucos (se não for o único) a não possuir um smartphone próprio, e por enquanto ele mesmo não vê a necessidade disso, embora eu pense na possibilidade de presenteá-lo depois dos 12.

 De qualquer forma, se você deu a posse de um celular para a criança de 9 ou de 13 anos, acredito que os cuidados sejam praticamente os mesmos: o monitoramento.

Privacidade x Monitoramento

Com as crianças de 8 a 10 anos sempre há maior preocupação em relação ao perigo da exposição a conteúdos impróprios, e principalmente com a possibilidade da aproximação de pedófilos. Mas na minha opinião, o monitoramento com os pré-adolescentes maiores de 11 também precisa ser constante, embora nessa idade eles comecem a ter suas paqueras e anseiem por alguma privacidade. Aqui já treino um discurso para falar com o meu quando precisar: “Sinto muito, mas privacidade ainda não posso te oferecer…”

É claro que ninguém deve, nem deseja criar um filho numa bolha, mas penso que para prezar pela segurança, devemos monitorar sim até nos sentirmos confiantes em relação a maturidade deles , para então, oferecermos gradativamente a tão sonhada privacidade.

O que devemos monitorar?

Email, youtube, whatsapp e outras redes sociais

Além do Youtube, onde as crianças tem acesso e podem ser influenciados por uma vastidão de conteúdo impróprio/inadequado (já falei especificamente sobre o youtube aqui), lembre-se sempre que com a autonomia de um aparelho próprio eles também vão fazer perfis em diversas redes sociais que você nem imagina.

E além de todos os perigos que você já imagina que seu filho(a) possa estar exposto, a gente nunca acha que isso acontece na família da gente, mas precisamos nos conscientizar de que muitas vezes quando a criança se coloca atrás de uma tela, ela pode pensar que pode escrever coisas absurdas que ela jamais falaria pessoalmente para amigos ou desconhecidos.  Cabe a nós pais então, a grande tarefa e a responsabilidade de estarmos cientes sobre todo o tipo de conteúdo que eles acessam do aparelho.

Vírus e ameaças

A Checkpoint, uma empresa israelense de segurança digital, descobriu recentemente um novo tipo de malware chamado AdultSwine, encontrado em vários aplicativos de jogos para crianças disponíveis na Google Play Store, cujo código exibia propagandas pornográficas, e além disso, incentivando a instalação de falsos antivírus prometendo melhor desempenho do celular. Mais uma coisa para tomarmos cuidado em relação ao aparelho deles.

Tempo de uso

O tempo de uso de smatphones e tablets é um problema geral e não apenas ligado as crianças. Tanto joguinhos, aplicativos, quanto redes sociais podem causar vício, principalmente em relação a joguinhos, onde aqui em casa, por exemplo, noto frequentemente que quando as crianças jogam em excesso elas ficam irritadas e impacientes. Então é impressindível conversar sobre o controle e restrição de uso, e alertá-las sobre a importância de diversificar as atividades.

Bullying e ameaças

A pré e adolescência é uma fase difícil em que o indíviduo vai buscar a aceitação e a construção de uma identidade. Em tempos de imagens perfeitas no Instagram, o número de jovens depressivos e ansiosos só cresce, e a busca pelo corpo perfeito e por estratégias não convencionais para atrair likes podem surgir bem cedo e prejudicar crianças e adolescentes. Desafios perigosos são frequentemente lançados e exibidos por youtubers, gerando uma triste admiração pelos jovens. Devemos então estarmos sempre ligados a mudanças de comportamentos e ideias estranhas que eles possam demonstrar de repente.

Cuidados no manuseamento do aparelho e exposição

Acho que a criança/adolescente deve estar ciente de que esses aparelhos são muitas vezes frágeis e é de responsabilidade deles tomar cuidados no manuseio e transporte.

Algumas orientaçãos também devem ser passadas para evitar que eles fiquem suscetíveis a roubos e assaltos, como evitar usar o aparelho em lugares perigosos/de risco.

E também, embora circulem muitas histórias falsas na internet em relação a isso, penso que dormir com o celular nunca é uma boa, há um risco pequeno  dessas baterias esquentarem e explodirem, então por via das dúvidas é melhor evitar, não é? (conselho de mãe rs)

Aplicativos de monitoramento

Existem diversos aplicativos de monitoramento parental para celulares de crianças e adolescentes, que não atuam só em relação ao controle tempo de uso, mas também no bloqueio de sites e conteúdos impróprios até delimitação geográfica e rastreamento. A maioria envia aos pais relatórios de histórico de navegação e alertas. Deixo alguns exemplos, para quem se interessar pesquisar individialmente e encontrar o que melhor atende suas necessidades. Gratuitos: Kids Place, Kids Place, Abeona, Family Time. Pagos: Spyzie, Qustodio, Webwatcher.

 Um resumo deste post é: Criança com celular = trabalho para os pais

Confesso que é também pelo trabalho extra que postergo a ideia dos meus filhos terem um celular em posse, precisarei encontrar mais tempo e estratégias para monitorar isso. Mas é claro que muitos desses perigos também se enquadram no uso do tablet e do computador que eles já utilizam. Por fim é isso, espero que esse post tenha ajudado um pouquinho, e como sempre digo, se educar nunca foi fácil, consegue ser ainda mais difícil nos dias de hoje.

 

Outros posts:

Porque o youtube não pode ser a babá dos nossos filhos

Seu filho usa o youtube? Dicas de segurança e conduta diante de conteúdos impróprios.

 

 

4 comentários em “Dei (ou quero dar) um celular pro meu filho (a). Que cuidados devo tomar?

  1. Oi Cy !
    To sumida né!?
    Resolvi me ausentar um pouco da internet rs. Só to com o Pinterest e o Blog (que tive que reiniciar).
    Quanto as redes eu perdi o gosto por elas. Eu sinto por algumas pessoas que a gente gosta de seguir que sempre vem nos acrescentar. Como você 🙂
    Então, aqui meu mais velho fez 11 esse mês ele tem um celular, tablet e ganhou um PC gamer. Minha meninas fez 8 esse mês tbm kkkk.
    Eu monitoro !!!! E muito kkkk. Sou a famosa mãe chicletinho, mas vc sabe que eles adoram dividir tudo comigo que estão fazendo e até demais da conta kkkk. Fico doidinha 😀
    Mas, não reclamo paro o que to fazendo, olho para eles nos olhos e escuto sempre. Se to fazendo algo muito importante falo só um minuto ….
    Desde que tiveram tablet eu coloquei o meu email para monitorar o que acessavam principalmente no you tube. Olhava sempre o histórico e pedia para não entrar em canal que eu falasse que não era para idade.
    Ainda ta funcionando. Bruno evita youtuber que fale palavrão, o Authentic é um bom canal e ele tem até o livro, acho que ele inspira as crianças de um lado positivo Bruno ele mesmo já sabe o que é bom por lá eu explico e converso muito com eles.
    Para a minha menina falo que ela tem ver coisas da idade que ela não pode pular as etapas e explico o porque e coloco uma visão que eles acabam sempre concordando comigo rs. Graças a Deus!
    Mas acredito que a cumplicidade é o que nos ajuda nessa caminhada, eu adoro saber sobre jogos, jogo junto então ele me chama e divide as coisas e os vídeos que assiste, só aquela mãe que é um pouco moleque sabe kkkkk.
    É amiga estamos juntos nessa !
    To longe das Redes mas, sempre to lendo seus posts que eu adoro e acompanho a quase 6 anos!
    Uma ótima semana …
    bjs

    Dri 😀

  2. PS: Completando o comentário anterior esqueci de mencionar que eu coloco limite em horários. Tipo agora eles estão estudando a tarde (ano passado estavam em horários diferentes) achei ótimo assim não fico maluca rs.
    Então acordam fazem as tarefas da rotina deles e depois se tiver da escola.
    Ai no caso dia de semana vão mexer na tecnologia somente depois que chegam mas primeiro vão ter que fazer o esquema da rotina que é chegar tomar banho, arrumar as camas para dormir e ai mexem até eu chamar para jantar ai depois vão dormir as 21:30.
    Agora de finde eu libero um pouco mas…tem um porém se quebrarem a regra dos afazeres deles perdem o direito de uso.
    Essa sou Eu !
    Bjs

  3. Oi Adriana! Que bom saber que você continua me visitando aqui
    Acho que sua conduta em relação ao celular deles está certíssima, infelizmente não dá pra deixar livre não né? Beijo querida e obrigada pelo carinho de sempre!

Deixe uma resposta para Cynthia Le Bourlegat Cancelar resposta