Paris com crianças (sim, é possível!) Parte1

Sim, nós fomos pra França! Essa viagem foi esperada e planejada por muito tempo, desde que morei na França há 15 anos nunca tinha voltado, e finalmente conseguimos retornar levando as crianças e também meus pais (no período que morei lá minha mãe ficou doente e eles não conseguiram me visitar, por isso a alegria em dobro em termos ido todos juntos desta vez) A viagem não foi direcionada exclusivamente as crianças, fizemos todos os passeios turísticos que meus pais queriam conhecer e que nós gostaríamos de rever. E acreditem? Eles curtiram tudo, inclusive os museus (às vezes eu já estava cansada, mas eles estavam lá vendo cada detalhe e eu jamais notaria)
Eis alguns passeios que fizemos os primeiros dias (ficamos 9):
Torre Eiffel e Arco do Triunfo: passeamos ao redor do champs de mars e subimos na torre (eu não curto subir na torre, mais uma vez subi e não curti, mas as crianças gostaram) Museu dos Inválidos: foi bastante cansativo e achei um pouco entediante ver salas e salas de armas e armaduras de guerra, mas os homens curtiram (inclusive os minis)

Mont Saint Michel na Normandia: durante 2 dias alugamos um carro, saímos de Paris e fomos até a Normandia (sonho do meu pai). A viagem é um pouco cansativa, cerca de 3,5h, mas pra ver o Mont Saint Michel vale a pena, é muito lindo! Perto dali, paramos num pequeno restaurante e saboreamos uma galette, e a cidra de pera típica da Normandia. Na volta paramos em Arromanche les bains, uma linda cidadezinha que foi escolhida pelos aliados como porto de desembarque na segunda guerra.
Reims: No segundo dia com o carro fomos até Reims, região onde a Champagne é produzida na França. Fizemos a visita guiada na Taittinger (com degustação Oh La La) e visitamos a catedral Notre Dame de Reims que é muito bonita (e bem mais tranquila para visitar do que a de Paris). OBS: as visitas as caves precisam ser agendadas anteriormente.
Em cima no Mont Saint Michel, ao lado provando a galette e a cidra. 
Em baixo, a catedral de Reims e na cave da Taittinger

Montmartre e Sacre Coeur: passeamos pelo Montmartre, típico e boêmio bairro parisiense, passamos tomar um sorvete e café no Les 2 Moulin, o bar do filme Amélie Poulin e também subimos de bondinho até a Sacre Coeur.

Vou mostrar outros passeios nos próximos posts (incluindo os que fizemos direcionados as crianças), mas desde já deixo algumas dicas para você que vai a França e vai levar crianças:
Companhia aérea: fomos pela KLM na ida e Air France na volta (nossa preferida)
Hospedagem: nós alugamos um apartamento, achamos que ia ser melhor para as crianças e também acabou ficando mais barato. Encontramos um apartamento espaçoso, mobiliado e simpático no site da Airbnb. Esse site é muito bom para encontrar hospedagem no mundo todo e bem seguro.
Banheiros: Há muitos banheiros públicos espalhados por Paris, mas às vezes eles não estão ao lado de onde você está, principalmente se tratando de crianças que quando avisam que precisam já estão apertados. Então, ao encontrar um banheiro nos pontos turísticos, ou antes de sair de casa, incentive-os a fazer xixi mesmo sem vontade. (desde a época que eu morei lá eu sofria com essa história de banheiro, pois não é como no Brasil que você entra numa loja ou lanchonete e pede para usar o toilette, quase sempre eles não estão disponíveis para as pessoas)
Restaurantes: Como ficamos em apartamento muitas vezes nós cozinhávamos lá, mas também comemos bastante fora. Passamos alguns apuros em alguns restaurantes com as crianças, não pela comida, mas pela tensão de não poderem se comportar como crianças, numa mesa apertada cheia de taças. Um que adoramos e indicamos como Kids Friendly é o Léon de Bruxelles, que é uma rede espalhada por toda a França. Também fomos ao restô universitário (da cité universitaire) para matar as saudades da época que estudamos lá, e também foi bacana para as crianças.

O relato da viagem continua, e lembrando que se você pretende ir para Paris, o site Conexão Paris dá muitas dicas bacanas, e o Paris des Petits, dá ótimas dicas para quem vai com os pequenos.
Abraço e até breve!

Um comentário em “Paris com crianças (sim, é possível!) Parte1

  1. Paris encanta intensamente Cynthia!
    Eu sonho em conhecer… quem sabe um dia. Amei as fotos e as dicas. Que bom que foi uma viagem agradabilíssima e com certeza inesquecível.
    Essa cidra de pera deve ser maravilhosa!
    Beijos

  2. Muito bacana poder fazer uma viagem dessas com as crias, eles devem ter amado. Estamos planejando trazer a mamãe no final do ano que vem, aqui para o Congo. Quando morávamos na Zâmbia, levamos meus sogros e cunhado. É sempre muito bom, para que possam entender um pouco da dinâmica da nossa vida. Não dá para comparar à Paris, mas a África tem mil encantos e é claro, aproveitaremos para apresentar pra ela. Beijos!

  3. Oi Cynthia, e eu que pensava que Paris era impossível com crianças! Maravilha! Amei as fotos, as dicas, muito bom!
    Beijos, ótimo sábado.

  4. Paris é uma cidade encantadora!!! Fui em 2011 e pretendo voltar em breve. Adorei a ideia de alugar um apartamento. Esperando os próximos posts.

    Pelo que pude acompanhar foi uma viagem linda!

    Bjo!

Deixe uma resposta