Conhecendo Nova York em 2 dias (#PaisDeFérias)

Quem me acompanha pelo Instagram viu que no mês de julho eu e marido fizemos uma viagem sem as crianças (que ficaram com os avós), aproveitamos umas milhas e fomos para a região de Miami, e também passamos 2 dias em Nova York.
Neste post eu vou contar como foram essas 48 horas em NY, o que conseguimos visitar, e algumas dicas para uma visitinha a jato na cidade.

Seguindo a orientação de amigos, ficamos bem pertinho da Times Square, que é onde tudo acontece, então se você sai do hotel a qualquer hora já vai ter um show de luzes, pequenos espetáculos ao ar livre, todas aquelas lojas espetaculares, a euforia da multidão, as banquinhas de cachorro quente por todo lado, e o acesso a Broadway onde você poderá ver aquele musical dos seus sonhos (que infelizmente não vimos devido a falta de tempo e orçamento rs). Nós ficamos no Hotel Edison, onde você pode encontrar preços bem menores reservando com antecedência pelo Booking.

Para facilitar o transporte e o esquema dos passeios, compramos um pacote do Top View, empresa com frota de ônibus de 2 andares (com o andar de cima aberto) que acessa todos os pontos turísticos da cidade.

Pagamos 50 dólares por 3 dias de passeio (na verdade só ficamos 2), que incluía o passe livre no ônibus entre os pontos durante o período, ingressos para visitar o Museu da cidade de Nova York (que sozinho já custa 14 dólares por pessoa), e também ingressos para o mini cruzeiro da estatua da liberdade (que sozinho custava 35 dólares). Então só pelos tickets inclusos dos passeios, o pacote da Top view já compensa muito. Para comprá-lo, vá até a entrada da Empire State, onde os agentes da empresa costumam abordar as pessoas.

Caso você queira adquirir os ingressos para os passeios separadamente, procure-os em sites de cupons de descontos ou clubes de compras.

Dos grandes pontos que nos interessava, só não conseguimos visitar a catedral de Saint Patrick, e o Museu de história natural (fomos até a entrada ver a ossada dos dinossauros, mas não entramos devido à falta de tempo). Mas fica para a próxima vez, porque adoramos Nova York e queremos voltar!!!

Vejam algumas fotos:

Na Times Square

Ponte do Brooklyn

Para fazer o passeio de barco para ver a estátua, fomos até Battery Park, onde também aproveitamos para andar por Wall Street, que fica ao lado. Bem ao lado da embarcação, pudemos avistar a Staten Island Ferry, onde há um grande barco que faz o transporte gratuito de moradores (e também turistas) de Manhattan até Staten Island. Dá próxima vez pegaremos esse!

Com garota destemida, que desafiou o touro de Wall street

No passeio de barco para ver a estátua 

 

Nova York de busão

O passeio com o ônibus turístico permite que você conheça todos os bairros que circundam o Central Park, e também China Town, Little Italy (onde paramos para comer um sanduiche de pastrami), e até o distrito do Brooklyn. Há passeios diferentes em diversos horários e durante a noite você pode fazer o Night Tour e passear pela Time Square vendo aquele maravilhoso show de luzes e colorido dos prédios. Outra dica é que se você curte uma bike, é possível alugá-las em vários pontos da cidade e utilizá-las como transporte para diversos passeios.

Tributo a John Lennon, no central parque na entrada Strawberry fiels

Fonte do Central Park

Como eu disse a cidade me surpreendeu! Adorei o astral das pessoas (não sei se o clima do verão ajudou), a pecularidade de cada bairro, a ponte do Brooklyn que é fantástica, e aquela mistura toda de agitação, cultura, negócios, artes e luzes que o lugar transmite. Dois dias foram pouco e foi bem corrido, mas acho que conseguimos captar um pouco da essência do local e achamos ótimo.

Confesso que achei bom estarmos sem as crianças, pois nesse curto tempo que ficamos, seria bem mais difícil fazer tudo o que fizemos com eles, precisaríamos desacelerar um pouquinho e ficar mais dias. Mas é claro que a cidade também é super bacana para o turismo com crianças, com várias opções de atrações voltadas à elas (o Central Park o Zoo do Central Park, o próprio museu de história natural, etc…), então pensamos em um dia voltarmos na companhia dos meninos, se essa tivermos oportunidade!

Mais dicas de lazer e viagens do blog

Deixe uma resposta