Personagens mais pirados dos desenhos (e uma reflexão sobre permitir ou não)

Mais ou menos a partir da idade dos meus meninos, 7 e 9 anos, eles passam a quase não se interessarem mais por aqueles desenhos fofos e lúdicos (sim, amigas mães, nós temos que sobreviver a essa transição).
Ultimamente aqui em casa, eles têm visto bem pouca televisão, mas quando assistem gostam dos desenhos do canal Cartoon Network e principalmente de desenhos com personagens malucos e nonsenses.
Desde muito tempo atrás, os personagens malucos despertavam atenção e simpatia das crianças. Quem não se ligava nas primeiras versões do “Pica-pau”, onde ele era apresentado como um “pássaro louco” e fazia muitas insanidades. Depois o personagem foi repaginado, ganhando uma aparência mais lúcida, porém com atitudes ainda um tanto quanto subversivas. Os personagens pirados muitas vezes fazem coisas politicamente incorretas. Aí vai da opção de cada um liberar ou não o acesso ao desenho. Eu prefiro assistir junto e comentar algo que ache necessário, e de quebra ainda me divirto rs.

Reuni alguns que considero “doidos de pedra” e gostaria de saber de vocês, quem é o personagem mais pirado dos desenhos hoje em dia…

                                                                                                                        Pai do Gumball: Richard Watterson é sem dúvida um dos mais malucos deste desenho: está sempre desempregado, mas vive com uniforme de trabalho, ama sua família, mas dá conselhos equivocados aos filhos, tem comportamento infantil e medo de fantasmas. É preguiçoso e compulsivo por comida. Pra mim ele é uma versão mais leve e infantil do personagem Homer dos Simpsons.
 Em “Hora de aventura” fica difícil decidir qual personagem é mais malucos porque o desenho em si já é muito pirado com personagens assustadoramente doidos (os meninos aqui adoram!). Mas o Gansinho Vizinho é um dos mais insanos segundo meu mais velho. Ele fala em rimas, vende objetos mágicos (maioria inúteis), e parece um boneco doido todo desarticulado.
Titio avô: tem comportamento infantil e ingênuo (como não amar? hahaha), usa suspensórios e pochete (que também fala rs), conversa com um pedaço de pizza e com os amigos Sr Gus (dinossauro antropomórfico) e com a tigresa voadora gigante surreal.
Na verdade, ele é um maluco adorável rs.

 

Voltando ao assunto do “permitir ou não” o acesso a algum desenho (embora esse não seja o propósito inicial do post), tenho para mim que cada um pensa de um jeito, e eu respeito inclusive as mães que proíbem. Acredito eu que a partir dos 6/7 anos, a criança já possua um senso ético e discerne que o comportamento que um personagem apresentou não pode ser repetido por uma pessoa na vida real. Ainda assim, é sempre bom assistir junto comentar e ver o que eles acham sobre determinada atitude. 

E vocês, qual personagem consideram o mais pirado de todos?

Um comentário em “Personagens mais pirados dos desenhos (e uma reflexão sobre permitir ou não)

  1. Faltou a frase, post dedicado à amiga Janaína!

    Quanto à assistir junto, concordo e falo isso sem a mínima vontade. Não gosto destes desenhos e sempre que posso faço os meninos assistirem meus (oi?) dvds do Pica Pau.
    Não proibo, pq o proibido é sempre mais legal, mas de-tes-to Gumball e o Titio Avô me tira do sério, pq os menosres cantam deitados no sofá, sempre que eu dou uma ordem! hahahahahhahahaha
    Beijão!

  2. Dos citados, só conheço o Pica-Pau e sempre adorei personagens malucos. Sou da época que passava vários desenhos divertidos no canal 7 e adorava a Corrida Maluca, o Pica-Pau, a Pantera Cor-de-Rosa, o Dick Vigarista, o Papa Léguas… rsrs. Mas não gostava da "violência", quando batiam, explodiam… sempre ficava com dó.
    Desses mais atuais, gostava da Vaca e o Frango, As Terríveis Aventuras de Billy e Mandy e com certeza alguns outros que não estou lembrada.
    Fiquei com vontade de conhecer o Gansinho Vizinho.
    Abraços e linda tarde,
    Márcia.

  3. Aqui em casa o meu filho Arthur, de 7 anos também não quer mais saber de desenhos lúdicos. Cartoon ele assiste bastante. Vou ser sincera, tem desenhos que eu não gostaria que ele assistisse, mas também não acredito em proibir! Daí faço como você falou, vou orientando quando aparece alguma coisa 'nada a ver", que nesses desenhos é quase sempre, hahaha. O problema é que meu pequenininho, de 4 anos também quer assistir com o irmão, daí a preocupação de mãe duplica, pois existem muitas coisas que ele não entende mesmo e acho que pode fazer o efeito contrário. Por isso, aqui, eu incentivo os filminhos e os desenhos antigos, que felizmente eles também gostam, rsrs.
    Ai que comentário mais "mãe, que mico", mas fazer o quê? hahahaha
    Bjs

Deixe uma resposta para Poções de Arte Cancelar resposta