Proibido entristecer

Link

Eu estava triste com um incidente que ocorreu e me sentindo culpada por isso, porque afinal eu tinha mais motivos para sorrir do que para chorar. Aí conversando com minha amiga ela me falou: “Amiga, viva seu luto o quanto precisar, depois se levante”. Então conversando esses dias, lembramos dessa crônica da Martha, e inspiradas, resolvemos também escrever sobre o assunto:

As pessoas aceitam tudo: que você largou o emprego pra viajar de barco pela costa brasileira, que trocou de marido pela 4ª vez, que pintou a fachada da casa de verde limão com bolinhas vermelhas… Mas cair na fossa? Expressar sinais visíveis de pseudo depressão? Ah isso não pode! Principalmente quando isso vem da parte de alguém como eu, metida a engraçadinha. “Mas como fulana tá assim, ela tem uma família tão linda…” Perceba, se você tem alguém feio na família, se mata colega!
Se sou doida? Bem provável, mas acho justo a pessoa ter direito de se jogar na fossa às vezes, pelos motivos mais insignificantes, e igualmente tem o direito de sair dela quando quiser, leve o tempo que for. É lógico que medidas são necessárias se o negócio for patológico, mas vem cá, há casos em que até a fluoxetina chegar você já está pintando as unhas de neon e dançando Lady Gaga com pijama encardido. Mesma coisa quando o negócio se alastra, aí vem uma turminha de amigos tentar te alegrar (“soube que a fulana tá meio down, vamô lá dá uma força”) Aí a galera chega, e você está lá rachando o bico vendo The big bang Theory. Ops, o que fazer? Bota aquela música do Marvin Gaye que eu tento chorar.
É isso, porque vivemos regidos por esse ciclo. Então aceitemos. Prefiro os comuns altos e baixos do que o estado amebal latente, vocês não?

A Glamurosa também escreveu seu post sobre o “direito de entristecer”, passapra ler!

PS: Esse post não é nenhuma apologia a depressão ou coisa parecida, apenas quisemos nos expressar sobre a liberdade dos sentimentos. E por acaso hoje eu to mais pra engraçadinha sarcástica grau 8,5. Abraços

Um comentário em “Proibido entristecer

  1. Isso aí, Cynthia!
    Temos fase na vida em que necessitamos ficar sós, reorganizar as ideias, os pensamentos antigos…dar uma faxina geral na cabeça e arejar um pouco.
    Cada um sabe de suas necessidades, e não tem nada mais chato do que ficarem falando: deixa de bobagem, vc não tem motivo pra isso. Eu confesso que nunca ouvi isso, mas que deve ser de matar, isso deve!rsrs
    Beijinhos e curta a sua fase. Seja qual for!

  2. Isso aí, Cynthia!
    Temos fase na vida em que necessitamos ficar sós, reorganizar as ideias, os pensamentos antigos…dar uma faxina geral na cabeça e arejar um pouco.
    Cada um sabe de suas necessidades, e não tem nada mais chato do que ficarem falando: deixa de bobagem, vc não tem motivo pra isso. Eu confesso que nunca ouvi isso, mas que deve ser de matar, isso deve!rsrs
    Beijinhos e curta a sua fase. Seja qual for!

  3. Sim, minha querida, concordo que não é "normal" viver numa alegria linear (será que as amebas conseguem isso?…rs).Um preço pesado que a modernidade vem nos cobrando, um convite a um faz-de-conta perigoso. Tô dentro do movimento pela "liberdade de entristecer". Beijo a abraço grande!

  4. Sim, minha querida, concordo que não é "normal" viver numa alegria linear (será que as amebas conseguem isso?…rs).Um preço pesado que a modernidade vem nos cobrando, um convite a um faz-de-conta perigoso. Tô dentro do movimento pela "liberdade de entristecer". Beijo a abraço grande!

  5. Gente engraçada e bem humorada que tem família e emprego ESTÁ PROIBIDA DE FICAR TRISTE. Como se isso garantisse felicidade eterna e sorriso pregada no rosto 24×7. Vivo passando por isso; tem gente que meio q ñ acredita qdo falo que tenho depressão (a doença mesmo) pq ñ parece, pq gente com depressão nem fala com os outros qto mais fica de palhaçada na net (oi!).
    É aquilo, môbem: todo mundo vê as pingas que eu tomo mas ng vê os tombos que eu levo (filosofia de boteco).
    No mais; é bem por aí mesmo como a Rô disse: viver a tristeza plenamente, até ñ sobrar nem uma gota dela. Daí fazer como o Rei Davi qdo seu filho com Bate Seba morreu: lavar o rosto, levantar o semblante e ir banquetear!

    Beijos beijos e mais beijos

  6. Gente engraçada e bem humorada que tem família e emprego ESTÁ PROIBIDA DE FICAR TRISTE. Como se isso garantisse felicidade eterna e sorriso pregada no rosto 24×7. Vivo passando por isso; tem gente que meio q ñ acredita qdo falo que tenho depressão (a doença mesmo) pq ñ parece, pq gente com depressão nem fala com os outros qto mais fica de palhaçada na net (oi!).
    É aquilo, môbem: todo mundo vê as pingas que eu tomo mas ng vê os tombos que eu levo (filosofia de boteco).
    No mais; é bem por aí mesmo como a Rô disse: viver a tristeza plenamente, até ñ sobrar nem uma gota dela. Daí fazer como o Rei Davi qdo seu filho com Bate Seba morreu: lavar o rosto, levantar o semblante e ir banquetear!

    Beijos beijos e mais beijos

  7. Tem dias que a gente fica triste e não tem jeito. Mas não é bom persistir na tristeza.
    Seu incentivo está sendo muito importante nessa minha fase de fazer bolos. Graças a vc, já estou até acreditando que tenho jeito para a coisa. Obrigada,
    Elisa

  8. Tem dias que a gente fica triste e não tem jeito. Mas não é bom persistir na tristeza.
    Seu incentivo está sendo muito importante nessa minha fase de fazer bolos. Graças a vc, já estou até acreditando que tenho jeito para a coisa. Obrigada,
    Elisa

  9. Numa roda de amigas estávamos falando exatamente isso essa semana. As pessoas aceitam td, mas qdo por qualquer motivo ficamos borocochô., ahh isso nao pode. Será que temos que ficar feito "hiena" o tempo todo?
    Podemos entristecer sim!!
    beijos solidários.

  10. Numa roda de amigas estávamos falando exatamente isso essa semana. As pessoas aceitam td, mas qdo por qualquer motivo ficamos borocochô., ahh isso nao pode. Será que temos que ficar feito "hiena" o tempo todo?
    Podemos entristecer sim!!
    beijos solidários.

  11. Oie Cynthia as pessoas esquecem que apesar de nosso sorriso de nosso alto astral somos seres humanos e que temos sim o direito de ficar triste, de ter momentos nostálgicos, momentos que queremos ficar só com nós mesmas, que perdemos entes queridos. Faz três anos que minha mãe faleceu e lembro até hoje que foi um período difícil os que antecederam a morte até o falecimento e mesmo assim, teve muita gente que falava: Rosangela vc não tem q ficar triste, vc não pode ficar triste, tua mãe ta doente e vai morrer, a tua vida continua, eu olhava para as pessoas com um ar sarcástico dava um sorrisinho amarelo e me retirava, essas pessoas não entendem que vc esta passando por período difícil em sua vida, sou da seguinte opinião, se vc não tem o q falar ao menos respeite quem não está bem, elas não entendem q precisamos viver nosso momento triste para depois retornar a nossa vida. Bjos

  12. Oie Cynthia as pessoas esquecem que apesar de nosso sorriso de nosso alto astral somos seres humanos e que temos sim o direito de ficar triste, de ter momentos nostálgicos, momentos que queremos ficar só com nós mesmas, que perdemos entes queridos. Faz três anos que minha mãe faleceu e lembro até hoje que foi um período difícil os que antecederam a morte até o falecimento e mesmo assim, teve muita gente que falava: Rosangela vc não tem q ficar triste, vc não pode ficar triste, tua mãe ta doente e vai morrer, a tua vida continua, eu olhava para as pessoas com um ar sarcástico dava um sorrisinho amarelo e me retirava, essas pessoas não entendem que vc esta passando por período difícil em sua vida, sou da seguinte opinião, se vc não tem o q falar ao menos respeite quem não está bem, elas não entendem q precisamos viver nosso momento triste para depois retornar a nossa vida. Bjos

  13. Cynthia, estar feliz, estar triste, estar amoado ou borococho, preocupado ou no sussu, quem não passa por isso, somos carne e osso, temos sentimento e cabe a nós enterdermos e respeitarmos uns aos outros, seja qual for o motivo, infelizmente muitos vivem de aparência e se acham superior, mas feliz aquele que admite como está se sentindo agora e feliz ainda mais aquele que esta ao lado para estender a mão, então: vamos viver cada dia o seu dia, seja: feliz, triste, com amigos, sem amigos, quietos, falantes, palhaços ou chorando …. Erga a cabeça e vamos aprender todos juntos, tenha um excelente e abençoado dia !!!

    Bjs
    Su
    http://su-pessoaldetudoumpouco.blogspot.com/

  14. Cynthia, estar feliz, estar triste, estar amoado ou borococho, preocupado ou no sussu, quem não passa por isso, somos carne e osso, temos sentimento e cabe a nós enterdermos e respeitarmos uns aos outros, seja qual for o motivo, infelizmente muitos vivem de aparência e se acham superior, mas feliz aquele que admite como está se sentindo agora e feliz ainda mais aquele que esta ao lado para estender a mão, então: vamos viver cada dia o seu dia, seja: feliz, triste, com amigos, sem amigos, quietos, falantes, palhaços ou chorando …. Erga a cabeça e vamos aprender todos juntos, tenha um excelente e abençoado dia !!!

    Bjs
    Su
    http://su-pessoaldetudoumpouco.blogspot.com/

  15. oii Cy – assino embaixo – sim , sempre falo tb que o luto tem que ser vivido, não somos n robos – e detesto quando falam – menina bola pra frente, deixa a tristeza de lado , e vai dançar, pular,
    poxa se ainda falassem Lúcia vai num spa maravilhoso, na beira da praia – olha para o mar e chora tudo que tem que chorar, volta para mais uma massagem relaxante ..não tenho que ser sempre feliz , duvido que todas , até estas que dão estes conselhos não fiquem um diazinho em casa com o pijama, se sentindo a última das últimas, revendo , pensando, chorando, comendo e engordando, achando a vida uma merda-
    e oh a Martha ela é alien – ela entra no cerebro da gente , faz um scanner legal dos pensamentos e escreve tudo, tudinho que a gente pensa, daí depois leio num papel impresso todos os meus sentimentos escrito por esta baita mulher
    adorei teu post –
    ps – eu vejo big gang e dou risadas …medo;;
    bj
    lu

  16. oii Cy – assino embaixo – sim , sempre falo tb que o luto tem que ser vivido, não somos n robos – e detesto quando falam – menina bola pra frente, deixa a tristeza de lado , e vai dançar, pular,
    poxa se ainda falassem Lúcia vai num spa maravilhoso, na beira da praia – olha para o mar e chora tudo que tem que chorar, volta para mais uma massagem relaxante ..não tenho que ser sempre feliz , duvido que todas , até estas que dão estes conselhos não fiquem um diazinho em casa com o pijama, se sentindo a última das últimas, revendo , pensando, chorando, comendo e engordando, achando a vida uma merda-
    e oh a Martha ela é alien – ela entra no cerebro da gente , faz um scanner legal dos pensamentos e escreve tudo, tudinho que a gente pensa, daí depois leio num papel impresso todos os meus sentimentos escrito por esta baita mulher
    adorei teu post –
    ps – eu vejo big gang e dou risadas …medo;;
    bj
    lu

  17. Isso mesmo Cíntia… todos nós temos direito de ficar quietinhas vivendo nosso momento triste… eu passei por um momento bem ruim e preferir me refugiar do que escrever palavaras melancólicas, viradas ao avesso e tive muito respeito e muito carinho de todos os leitores.
    E sabe que isso me ajudou bastante!?
    beijos e bom fim de semana.

  18. Isso mesmo Cíntia… todos nós temos direito de ficar quietinhas vivendo nosso momento triste… eu passei por um momento bem ruim e preferir me refugiar do que escrever palavaras melancólicas, viradas ao avesso e tive muito respeito e muito carinho de todos os leitores.
    E sabe que isso me ajudou bastante!?
    beijos e bom fim de semana.

  19. oi Cynthia

    Concordo com vc, as vezes temos que dar um choradinha , viver o luto ,deixar sair de dentro da gente..no outro dia vem uma coisa boa pela frente.
    Já tomei antidepressivos por problemas de saude que me deixaram com depressão.Mas não me dou bem com eles, fico muito parada e sem vontade de fazer as coisas… acho válido também se receitados por médicos e bem direcionados.

    bjocas

  20. oi Cynthia

    Concordo com vc, as vezes temos que dar um choradinha , viver o luto ,deixar sair de dentro da gente..no outro dia vem uma coisa boa pela frente.
    Já tomei antidepressivos por problemas de saude que me deixaram com depressão.Mas não me dou bem com eles, fico muito parada e sem vontade de fazer as coisas… acho válido também se receitados por médicos e bem direcionados.

    bjocas

  21. Cintia, você está certa…quando estamos tristes,temos que chorar,sofrer até a última lágrima cair.Não ligue para o que os outros digam, apenas cale-se!!Bjs, querida!

  22. Cintia, você está certa…quando estamos tristes,temos que chorar,sofrer até a última lágrima cair.Não ligue para o que os outros digam, apenas cale-se!!Bjs, querida!

  23. Mas tudo isso é verdade mesmo. A sociedade tem medo, pavor mesmo do luto, da parada para reflexão, faz parte da exigência dessa vida louca que levamos. Tratei muito isso na terapia. Minha terapeuta fez um traalho de doutorado muito interessante sobre isso, sobre o direito ao luto.
    Agora, o pior é que para qualquer tristeza se receita antidepressivo, e isso é um absurdo. Há momentos em que isso não é necessário, pois como você disse, não se trata de uma patologia.

    Vai ao meu blog que tá rolando uma promoção de aniversário com sorteio de produtos La Pomme. Vou gostar muito de ter você por lá.

    😉

  24. Mas tudo isso é verdade mesmo. A sociedade tem medo, pavor mesmo do luto, da parada para reflexão, faz parte da exigência dessa vida louca que levamos. Tratei muito isso na terapia. Minha terapeuta fez um traalho de doutorado muito interessante sobre isso, sobre o direito ao luto.
    Agora, o pior é que para qualquer tristeza se receita antidepressivo, e isso é um absurdo. Há momentos em que isso não é necessário, pois como você disse, não se trata de uma patologia.

    Vai ao meu blog que tá rolando uma promoção de aniversário com sorteio de produtos La Pomme. Vou gostar muito de ter você por lá.

    😉

  25. Há, quanto à foto, chamo essa posição de bicho da seda, no casulo, só com o nariz pra fora. Fiquei muito nessa posição nos dias ruins e fico até hoje, basta precisar.
    😉

  26. Há, quanto à foto, chamo essa posição de bicho da seda, no casulo, só com o nariz pra fora. Fiquei muito nessa posição nos dias ruins e fico até hoje, basta precisar.
    😉

  27. Cy, é assim ó: vc. tem que ser magra e feliz, e sempre falando bobagem, né não???
    Ai eu tenho preguiça de gente que tá sempre feliz, que não se permite um chororô de vez em quando…
    Adorei o texto e suas colocações!!
    Pode chorar, tá? te empresto meu ombro…
    Beijosssssssssss pra ti
    Vero

  28. Cy, é assim ó: vc. tem que ser magra e feliz, e sempre falando bobagem, né não???
    Ai eu tenho preguiça de gente que tá sempre feliz, que não se permite um chororô de vez em quando…
    Adorei o texto e suas colocações!!
    Pode chorar, tá? te empresto meu ombro…
    Beijosssssssssss pra ti
    Vero

  29. Oi Cyntia…tô passando pra te dar um "oi", já que sempre passo por aqui e na verdade nunca comentei! hoje fiz o primeiro de vários Bird Dreamcatchear, pq a idéia que postou foi massa demais e vai rolar nas lembrancinhas de Natal que estou fazendo 🙂 Depois tiro uma foto e te mando! Bj

    ***Ainda não inventaram o "Filtro da Tristeza"…então tá valendo ficar triste sim… 😉

  30. Oi Cyntia…tô passando pra te dar um "oi", já que sempre passo por aqui e na verdade nunca comentei! hoje fiz o primeiro de vários Bird Dreamcatchear, pq a idéia que postou foi massa demais e vai rolar nas lembrancinhas de Natal que estou fazendo 🙂 Depois tiro uma foto e te mando! Bj

    ***Ainda não inventaram o "Filtro da Tristeza"…então tá valendo ficar triste sim… 😉

  31. Amiga, é claro que tem que estar conosco, afinal sentir é parte do que somos, seja alegria ou tristeza, valeu querida, adorei nossa postagem coletiva!! Um beijo grande e bom final de semana prá ti também!!

  32. Amiga, é claro que tem que estar conosco, afinal sentir é parte do que somos, seja alegria ou tristeza, valeu querida, adorei nossa postagem coletiva!! Um beijo grande e bom final de semana prá ti também!!

  33. Cy, sabe o que eu odeio? Odio mortis… quando me falam: mas vc tem uma família linda, casa própria, tudo do bom e do melhor… e daíiiiiiiiiiiii? Quero enfiar a cara numa panela de brigadeiro de ovomaltine e chorar, chorar e chorar… odiar o mundo, ficar quieta e etc… #aloka Acho que temos esse direito e muito mais do que pros homens, prá nós o fardo é meio pesadinho…

    Coloquei vc no meu blogroll nem sei pq não estava lá ainda. Beijos e bom fds ♥

  34. Cy, sabe o que eu odeio? Odio mortis… quando me falam: mas vc tem uma família linda, casa própria, tudo do bom e do melhor… e daíiiiiiiiiiiii? Quero enfiar a cara numa panela de brigadeiro de ovomaltine e chorar, chorar e chorar… odiar o mundo, ficar quieta e etc… #aloka Acho que temos esse direito e muito mais do que pros homens, prá nós o fardo é meio pesadinho…

    Coloquei vc no meu blogroll nem sei pq não estava lá ainda. Beijos e bom fds ♥

  35. Como na musica de Raul Seixas, podemos preferir ser uma metamorfose ambulante a ter aquela velha opinião formada sobre tudo. Bueno.

    Fossa, deprê, dow… Não importa a palavra. Mesmo que as condições de vida, amizade, trabalho se estabilizem nada impede que haja renovação. Se minha vida esta chata posso querer algo diferente. Isso é metamorfose nénão??

    “Minha vida está acabada”, pensei assim em vários e diferentes momentos da minha vida. Lembro-me que a primeira vez foi logo depois do nascimento do meu primeiro filho, enquanto ele chorava de cólicas sem parar, as fraldas de pano se amontoavam no tanque e eu não conseguia ter um minuto de descanso. Por meses, pensei que era o fim – Fim do prazer, da possibilidade de fazer coisas grandiosas, acabar os meus estudos, arrumar um trabalho decente ou simplesmente legal. Eu tinha apenas 19 anos. Depois disso achei que minha vida estava acaba umas 100 vezes.

    Mas, com a maturidade – venha na idade que vier – a gente percebe que novas e imprevisíveis oportunidades sempre aparecem. Que uma ocasião perdida é, sim, perdida para sempre – mas outras ocasiões inevitavelmente virão.
    Se precisar de ajuda busque ajuda. Se precisar de fluoxetina tome fluoxetina, se maracujina resolve… Maracujina pra dentro.

    Só vivendo compreendemos que tanto à hora desanimada quanto a animada vai passar, estou conseguindo vive-la sem me preocupar com o que virá depois.
    Afinal, nestas quatro décadas, aprendi também a lidar melhor com o domingo de chuva que estraga a praia tão rara de ir, quanto à expectativa da segunda feira chata que, se deixarmos, estraga até o domingo de sol. Agora é só à hora do desanimo. E eu já sei que vai passar.

    Muito legal você ter dividido aqui esse momento aqui com todos.
    Isso me faz lembrar outra canção – “É preciso saber viver…”.
    Bj no coração
    yvone

  36. Como na musica de Raul Seixas, podemos preferir ser uma metamorfose ambulante a ter aquela velha opinião formada sobre tudo. Bueno.

    Fossa, deprê, dow… Não importa a palavra. Mesmo que as condições de vida, amizade, trabalho se estabilizem nada impede que haja renovação. Se minha vida esta chata posso querer algo diferente. Isso é metamorfose nénão??

    “Minha vida está acabada”, pensei assim em vários e diferentes momentos da minha vida. Lembro-me que a primeira vez foi logo depois do nascimento do meu primeiro filho, enquanto ele chorava de cólicas sem parar, as fraldas de pano se amontoavam no tanque e eu não conseguia ter um minuto de descanso. Por meses, pensei que era o fim – Fim do prazer, da possibilidade de fazer coisas grandiosas, acabar os meus estudos, arrumar um trabalho decente ou simplesmente legal. Eu tinha apenas 19 anos. Depois disso achei que minha vida estava acaba umas 100 vezes.

    Mas, com a maturidade – venha na idade que vier – a gente percebe que novas e imprevisíveis oportunidades sempre aparecem. Que uma ocasião perdida é, sim, perdida para sempre – mas outras ocasiões inevitavelmente virão.
    Se precisar de ajuda busque ajuda. Se precisar de fluoxetina tome fluoxetina, se maracujina resolve… Maracujina pra dentro.

    Só vivendo compreendemos que tanto à hora desanimada quanto a animada vai passar, estou conseguindo vive-la sem me preocupar com o que virá depois.
    Afinal, nestas quatro décadas, aprendi também a lidar melhor com o domingo de chuva que estraga a praia tão rara de ir, quanto à expectativa da segunda feira chata que, se deixarmos, estraga até o domingo de sol. Agora é só à hora do desanimo. E eu já sei que vai passar.

    Muito legal você ter dividido aqui esse momento aqui com todos.
    Isso me faz lembrar outra canção – “É preciso saber viver…”.
    Bj no coração
    yvone

  37. Tem coisa mais falsa que pessoas bem humoradas todo o tempo, o mundo está caindo a sua volta e ela está la, com um belo sorriso, cabeça em pé. nunca descem do salto, nunca se permite dar a entender que não estão bem… Odeio isso! Há um tempo para cada coisa, tempo pra sorrir e tempo pra chorar. Viver é ser você e ser você é ser autêntico. Gostei do texto…
    Bjos!
    ATT

  38. Oi, Cy, tudo bem, querida. Obrigada por me visitar mesmo estando eu tão distante dos blogs queridos como o seu. Andei numa fase ocupadíssima, mas acho que essa semana será diferente!
    Adorei seu texto. Sabe, eu nem gosto de mencionar quando estou triste, porque passa logo e quando as pessoas chegam para me consolar, já superei. O mesmo acontece com a felicidade. É sempre importante lembrarmos, quer estejamos alegres ou tristes,que "isso também vai passar"
    beijos e boa semana

  39. Oi Queridona, tô parecendo a moça da foto…perdi até a comemoração dos teus 4 digitos de seguidores, em compensação me acabei de rir com o texto da faxina!! Saudadonas!!!

  40. Oi Queridona, tô parecendo a moça da foto…perdi até a comemoração dos teus 4 digitos de seguidores, em compensação me acabei de rir com o texto da faxina!! Saudadonas!!!

  41. Oi Cynthia, eu tinha lido este seu texto, não comentei por que… Bem… não tava mesmo conseguindo… Agora estou um pouco melhor. A frase não é minha, é da música. Amei quando ouvi. Perfeito, né?
    A gente precisa se sentir com direito de entristecer, sim, mas no meu caso já estava chegando na necessidade do Prozac. Ah, como desejei estas poderosas pílulas da alegria… Beijos e melhoras para todos nós.

  42. Oi Cynthia, eu tinha lido este seu texto, não comentei por que… Bem… não tava mesmo conseguindo… Agora estou um pouco melhor. A frase não é minha, é da música. Amei quando ouvi. Perfeito, né?
    A gente precisa se sentir com direito de entristecer, sim, mas no meu caso já estava chegando na necessidade do Prozac. Ah, como desejei estas poderosas pílulas da alegria… Beijos e melhoras para todos nós.

  43. Cynthia, tô revisando meu comentário, porque cometi uns erros de português, imperdoáveis:
    Esse estado de tristeza não é bem aceito porque afinal, é uma demonstração pública da nossa incompetência e frustração com "a vida como ela é."
    Já me afastei de uma pessoa, que se dizia muito amiga, por achar que fora inclemente comigo, numa época difícil da minha vida. Eu simplesmente liguei no automático, pra dar conta do básico; e ninguém quer entender, se você está numa fase difícil. Nem sempre a gente quer sorrir, nem sempre falar, nem escutar…
    Concordo plenamente com o conselho que recebeu: numa hora de luto, mesmo que não literalmente, o que menos as pessoas querem ouvir é: "não chore". Ajudaria mais, dizer: "posso chorar com você?"
    Sei que está melhor, mas, se precisar de um lencinho e um ombro, tô aqui. Sabe, né?
    Beijo!

  44. Cynthia, tô revisando meu comentário, porque cometi uns erros de português, imperdoáveis:
    Esse estado de tristeza não é bem aceito porque afinal, é uma demonstração pública da nossa incompetência e frustração com "a vida como ela é."
    Já me afastei de uma pessoa, que se dizia muito amiga, por achar que fora inclemente comigo, numa época difícil da minha vida. Eu simplesmente liguei no automático, pra dar conta do básico; e ninguém quer entender, se você está numa fase difícil. Nem sempre a gente quer sorrir, nem sempre falar, nem escutar…
    Concordo plenamente com o conselho que recebeu: numa hora de luto, mesmo que não literalmente, o que menos as pessoas querem ouvir é: "não chore". Ajudaria mais, dizer: "posso chorar com você?"
    Sei que está melhor, mas, se precisar de um lencinho e um ombro, tô aqui. Sabe, né?
    Beijo!

Deixe uma resposta