No tempo do São Longuinho

                                                                                                                   Link

Você costuma dizer por aí que na sua época de criança tudo era tão melhor e mais simples, não é mesmo? E que muitas das praticidades tecnológicas de hoje surgiram para resolver problemas que não tínhamos antes delas. Bem, isso porque sua memória lúdica te fez o favor de apagar alguns detalhes que oprimiam as crianças num passado não muito distante, e que eu criatura maléfica, vou te relembrar suavemente.

Na escola: Você ia pra escola naquele frio parecendo uma cebola. E na hora do lanche você queria comer seu lanchinho sentada ali, se aquecendo no solzinho, mas não podia... E por quê? Bem, porque se comesse no sol sua boca iria entortar. E se comesse em frente ao espelho? Também entortava a boca. E se o galo cantasse naquele instante? Também entortava. Oh céus, não sei como consegui crescer sem que minha boca tivesse ficado torta, ou será que ficou?

Nessa mesma hora do lanche, você deixou para o último minuto fazer aquele xixi apertado, e quando você vê já dançou: todos os banheiros estão ocupados e só te resta um: a última cabine, aquela que mora a tal loira do banheiro, ou será que era noiva? Até hoje fico imaginando o que rolaria se eu tivesse encontrado a tal da noiva loira do banheiro… Ela me jogaria aquele buquê amaldiçoado? Ou teríamos trocados dicas sobre novas colorações da Niely gold?

Fazer careta? Jamais, pois esse mesmo galo de outrora poderia inventar de cantar novamente e eu ficaria com a cara torta pro resto da vida. Que vida difícil…

Mas nem tudo era opressor, por exemplo, problemas insolúveis de hoje em dia, antigamente tinham soluções práticas e certeiras. Por exemplo, um terçol no olho era facilmente resolvido se esfregasse um anel de ouro nele, e imediatamente o terçol passava pro olho da viúva mais próxima (sim, ninguém se importava em passar um terçol para a pobre vizinha viúva, que crueldade…)
E problemas de soluço eram facilmente exterminados se te pregassem um tufo de lã na testa, e se fosse com cuspe de mãe era melhor.

E previsão do tempo, quem precisava? Se começasse a chover e você colocasse um ovo na janela para Santa Clara, a chuva parava no mesmo instante. Assim, eficaz mesmo! Coisas perdidas? Não existiam se São Longuinho freqüentasse sua casa, que te recuperava tudo por míseros 3 pulinhos. Nunca mais procurei esse santo, mas soube que hoje em dia ele aceita visa, VR, paypal e tem até programa de milhagens…

Hoje já sou grande… Mentira! Continuei pequena porque um primo me pulou quando tinha 10 anos e eu não cresci mais. Tá, hoje adulta, nenhuma dessas crenças poderia me assustar, a não ser o medo de ficar sem internet. Nenhum tufo de lã poderia me salvar, então precisaria tomar um copo de manga com leite e acabar logo de vez com essa vida.

Um comentário em “No tempo do São Longuinho

  1. hahahahaha tô me revirando de tanto rir!!!
    sou meio desmemoriada e não lendo das lendas urbanas/infantis hehehehe mas lembro como se fosse hoje da minha mãe esfregando a aliança no meu olho para tirar o terçol e do tão maravilhoso tufo de lã huahauhauhaua
    Uma coisa que acabei de me lembrar tb, uma vez fui picada por uma abelha e mãe veio com a faca (do lado contrário ao fio) para tirar o veneno huahauhauhaua

  2. hahahahaha tô me revirando de tanto rir!!!
    sou meio desmemoriada e não lendo das lendas urbanas/infantis hehehehe mas lembro como se fosse hoje da minha mãe esfregando a aliança no meu olho para tirar o terçol e do tão maravilhoso tufo de lã huahauhauhaua
    Uma coisa que acabei de me lembrar tb, uma vez fui picada por uma abelha e mãe veio com a faca (do lado contrário ao fio) para tirar o veneno huahauhauhaua

  3. Hahahahahahahá……Voce é demais Cynthia, me fez lembrar todas as babaquices dessa época gostosa de lembrar mas difícil de viver, por que afinal nunca entendia na época quando diziam que cça não tem problema, tinha tantos, um deles era a maldita loira do banheiro que vivia na última cabine….ai ia apertada pra casa tantas vezes….
    Beijos da Dani…

  4. Hahahahahahahá……Voce é demais Cynthia, me fez lembrar todas as babaquices dessa época gostosa de lembrar mas difícil de viver, por que afinal nunca entendia na época quando diziam que cça não tem problema, tinha tantos, um deles era a maldita loira do banheiro que vivia na última cabine….ai ia apertada pra casa tantas vezes….
    Beijos da Dani…

  5. rsrsrsrs…
    Muuuito bom, Cynthia !
    E era assim mesmo.
    Outro dia eu li algo sobre o tal 'tufo de lã na testa', e dizia que isso dá certo pq a criança se esforça pra olhá-lo, e dai o soluço passa (tem alguma relação com respiração, diafragma, etc e tal).
    Quando criança, eu achava que a loira do banheiro vivia na Freguesia do Ó, mas agora eu sei que ela foi clonada (que medooo) e se espalhou pelo Brasil, pq até aqui em PE se fala dessa bendita… rsrsrs
    Beijos.

  6. rsrsrsrs…
    Muuuito bom, Cynthia !
    E era assim mesmo.
    Outro dia eu li algo sobre o tal 'tufo de lã na testa', e dizia que isso dá certo pq a criança se esforça pra olhá-lo, e dai o soluço passa (tem alguma relação com respiração, diafragma, etc e tal).
    Quando criança, eu achava que a loira do banheiro vivia na Freguesia do Ó, mas agora eu sei que ela foi clonada (que medooo) e se espalhou pelo Brasil, pq até aqui em PE se fala dessa bendita… rsrsrs
    Beijos.

  7. Kkkkkkk, lembrei de tudo!!!!
    Eu morria de medo da loira do banheiro, ninguém fazia eu entrar sozinha no banheiro da escola, pra mim ela estaria em qualquer cabine!!!kkkkkk
    bjs….

  8. Kkkkkkk, lembrei de tudo!!!!
    Eu morria de medo da loira do banheiro, ninguém fazia eu entrar sozinha no banheiro da escola, pra mim ela estaria em qualquer cabine!!!kkkkkk
    bjs….

  9. Nossa, Cynthia! Vc revirou as coisas do baú, hein? No caso da chuva, eu não colocava ovo na janela, mas fazia no chão uma cruz e um sol com sal para ela ir embora…rs
    Bjs

  10. Nossa, Cynthia! Vc revirou as coisas do baú, hein? No caso da chuva, eu não colocava ovo na janela, mas fazia no chão uma cruz e um sol com sal para ela ir embora…rs
    Bjs

  11. hahahahahahahaha!
    vc é ótima.
    eu tinha deletado isso tudo da minha memória, veja que pessoa seletiva.
    pois eu sou filha do tal vento encanado.
    só descobri que manga e leite não matavam aos 23.
    e até hoje peço ajuda de são longuinho (e ele atende, juro!)
    oprimida is my middle name.
    ô tristeza.

  12. hahahahahahahaha!
    vc é ótima.
    eu tinha deletado isso tudo da minha memória, veja que pessoa seletiva.
    pois eu sou filha do tal vento encanado.
    só descobri que manga e leite não matavam aos 23.
    e até hoje peço ajuda de são longuinho (e ele atende, juro!)
    oprimida is my middle name.
    ô tristeza.

  13. Cy, que delícia relembrar estas coisas, ri um monte de tudo…hahahah!! Tô nuns dias, acho que vou te acompanhar no copo de leite com manga…Bjo my dear!!!

  14. Cy, que delícia relembrar estas coisas, ri um monte de tudo…hahahah!! Tô nuns dias, acho que vou te acompanhar no copo de leite com manga…Bjo my dear!!!

  15. Rsrsrsrsrsrs
    Muito bom mesmo relembrar de tudo isso. São Longuinho sempre me salva,e ainda hoje uso a aliança no terçol,acho que ficou registrado em minha memória sem chances de ser deletado. Mas como vc os medos hoje são mais reais, ficar sem internet dá pavor,acho que mais do que a loira do banheiro. Vc revirou o baú mesmo, genial!!!
    Uma boa noite!!! bjos

  16. Rsrsrsrsrsrs
    Muito bom mesmo relembrar de tudo isso. São Longuinho sempre me salva,e ainda hoje uso a aliança no terçol,acho que ficou registrado em minha memória sem chances de ser deletado. Mas como vc os medos hoje são mais reais, ficar sem internet dá pavor,acho que mais do que a loira do banheiro. Vc revirou o baú mesmo, genial!!!
    Uma boa noite!!! bjos

  17. Ahhhh fala a verdade?quem não procura São Longuinho na hra de encontrar alguma coisa???eu??? Certeza do até 9 pulinhos se preciso for,e não é q ele me ouve???rsrsr Bjs

  18. Ahhhh fala a verdade?quem não procura São Longuinho na hra de encontrar alguma coisa???eu??? Certeza do até 9 pulinhos se preciso for,e não é q ele me ouve???rsrsr Bjs

  19. hahahaha Só rindo, Cynthia!! Fiquei pensando no São Longuinho com buscas virtuais, pague com paggo, negociações on line. Perdeu um arquivo importante? Perdeu as fotos digitais, aquelas que nunca foram reveladas? Perdeu um e-mail com informações importantes que seu chefe está te cobrando? São Longuinho neles!
    Muito bom!!!
    Coloquei muito ovo na janela, e também fiz dança da chuva ao redor de uma bacia com água… kkkk Surreal!!
    Beijos.

  20. hahahaha Só rindo, Cynthia!! Fiquei pensando no São Longuinho com buscas virtuais, pague com paggo, negociações on line. Perdeu um arquivo importante? Perdeu as fotos digitais, aquelas que nunca foram reveladas? Perdeu um e-mail com informações importantes que seu chefe está te cobrando? São Longuinho neles!
    Muito bom!!!
    Coloquei muito ovo na janela, e também fiz dança da chuva ao redor de uma bacia com água… kkkk Surreal!!
    Beijos.

  21. hahahaahahaha
    Era bem por aí mesmo…coisas absurdas que se déssemos ouvidos estaríamos, tortas ou zarolhas ou até mesmo pequenas…hahahaha
    Cada coisa que ouvimos!
    Adorei!
    hahahaha

    bejinhooos!

  22. hahahaahahaha
    Era bem por aí mesmo…coisas absurdas que se déssemos ouvidos estaríamos, tortas ou zarolhas ou até mesmo pequenas…hahahaha
    Cada coisa que ouvimos!
    Adorei!
    hahahaha

    bejinhooos!

  23. Cynthia, minha criança, não cresça nunca, nessas coisas! Quanto a saber escrever e nos divertir com suas viagens, bem, nisso tem crescido bastante no meu conceito.
    Então, será que é porque eu ia comer embaixo da mesa, que não cresci muito?!…
    Vi o post anterior e que fofuras andou fazendo: foi você mesma, não?!…
    Beijo saudoso!

  24. Cynthia, minha criança, não cresça nunca, nessas coisas! Quanto a saber escrever e nos divertir com suas viagens, bem, nisso tem crescido bastante no meu conceito.
    Então, será que é porque eu ia comer embaixo da mesa, que não cresci muito?!…
    Vi o post anterior e que fofuras andou fazendo: foi você mesma, não?!…
    Beijo saudoso!

  25. Ai Cynthia,você é 10, voltei no tempo com todas essas lembranças. Olha so o que ta passando pela minha cabeça, você tem um nome bacana Cynthia Le Bourlegat (soa bonito) faz a gente ri, sera que qualquer hora dessas vou ter noticias de que esta lotando teatros?,

  26. Oi amiga, ai que saudades de vc e de seus posts mega legais, morri de rir, com sono e tudo kkkk, São Longuinho anda esquecendo de vir em casa, perdi um bocado de coisas nessa viagem, ele devia tá aí né moça??? Bem querida, depois nos falamos mais, beijos

  27. Oi amiga, ai que saudades de vc e de seus posts mega legais, morri de rir, com sono e tudo kkkk, São Longuinho anda esquecendo de vir em casa, perdi um bocado de coisas nessa viagem, ele devia tá aí né moça??? Bem querida, depois nos falamos mais, beijos

  28. kkkkkkkkkkkkk rolando de rir até agora….
    Ai amiga, só vc mesmo!!! Mas não é que São Longuinho sempre me visita, recorro a ele até hoje..kkk E comer na frente do espelho… andei mandando essa pra Joana…rs Que coloca comida na boca e vira pro espelho e fica dançando… tb quem mandou colocar um espelho logo atrás da mesa de jantar???…rs
    Grande beijo!

  29. kkkkkkkkkkkkk rolando de rir até agora….
    Ai amiga, só vc mesmo!!! Mas não é que São Longuinho sempre me visita, recorro a ele até hoje..kkk E comer na frente do espelho… andei mandando essa pra Joana…rs Que coloca comida na boca e vira pro espelho e fica dançando… tb quem mandou colocar um espelho logo atrás da mesa de jantar???…rs
    Grande beijo!

  30. kkkkkkkkkkkkkkk….voçê e muito engraçada….que saco nê…era assim mesmo…eu me lembro da tal loira do banheiro…Deus me livre…morria,fazia na calcinha mas não entrava só no banheiro de jeito nenhum….cansei de pedir a aliança de alguém pra curar a droga do teçol…ai…ai…tô ficando velhinha…melhor esqueçer…kkkkkk…
    Beijim
    Deusa
    vasinhos coloridos

  31. kkkkkkkkkkkkkkk….voçê e muito engraçada….que saco nê…era assim mesmo…eu me lembro da tal loira do banheiro…Deus me livre…morria,fazia na calcinha mas não entrava só no banheiro de jeito nenhum….cansei de pedir a aliança de alguém pra curar a droga do teçol…ai…ai…tô ficando velhinha…melhor esqueçer…kkkkkk…
    Beijim
    Deusa
    vasinhos coloridos

  32. kkkkkk… muito legal relembrar essas coisas. O São Longuinho muito recebeu meus 3 pulinhos, rsrsrs… e tantas outras coisas que fazíamos. Amei o post!
    Beijos!!!

  33. kkkkkk… muito legal relembrar essas coisas. O São Longuinho muito recebeu meus 3 pulinhos, rsrsrs… e tantas outras coisas que fazíamos. Amei o post!
    Beijos!!!

  34. Nossa como é legal perceber que tudo aquilo que vivemos fez parte da vida de tantas pessoas…que o Sçao Longuinho ainda caminha em nossas vidas e que não éramos a única assustada do banheiro…Passei para conhecer e me apaixonei…tô te seguindo beijinhos

  35. Nossa como é legal perceber que tudo aquilo que vivemos fez parte da vida de tantas pessoas…que o Sçao Longuinho ainda caminha em nossas vidas e que não éramos a única assustada do banheiro…Passei para conhecer e me apaixonei…tô te seguindo beijinhos

  36. oi Cy! você acabou com meus lúdicos sonhos que minha infância foi linda e maravilhosa- mentira! eu me lembro destas crrendices e de tantas outras – eu me lembro da aliança no terçol, da linha enrolada na testa por causa do soluço- uau – nem precisava médico-
    e quando tinha macumba na esquina – me lembro que na volta da escola – as amigas falavam que não podia encostar nada da macumba que pé ficava torto , se comesse manga com leite -morria , e depois na puberdade quando ficava menstruada não podia lavar o cabelo no primeiro dia porque senão subia tudo prá cabeça e ficava louca >tô achando que lavei o cabelo… hoje eu conto para os meus filhos eles se matam de rir, mas minha filha vem com cada uma do colégio que falam prá ela e ela acredita , queria saber quem é a cabeça pensante que inventa isto e se espalha mais que fofoca rrsrs
    bjs

  37. oi Cy! você acabou com meus lúdicos sonhos que minha infância foi linda e maravilhosa- mentira! eu me lembro destas crrendices e de tantas outras – eu me lembro da aliança no terçol, da linha enrolada na testa por causa do soluço- uau – nem precisava médico-
    e quando tinha macumba na esquina – me lembro que na volta da escola – as amigas falavam que não podia encostar nada da macumba que pé ficava torto , se comesse manga com leite -morria , e depois na puberdade quando ficava menstruada não podia lavar o cabelo no primeiro dia porque senão subia tudo prá cabeça e ficava louca >tô achando que lavei o cabelo… hoje eu conto para os meus filhos eles se matam de rir, mas minha filha vem com cada uma do colégio que falam prá ela e ela acredita , queria saber quem é a cabeça pensante que inventa isto e se espalha mais que fofoca rrsrs
    bjs

  38. Olá Cy….
    Comecei o meu dia lendo suas histórias… e rindo… obrigado por me dá esse privilégio…
    Lembrei também da minha infância…
    Meus pais me educaram não reforçando essas crendices que nos oprimiam…. mas… algumas delas acabaram "escapulindo" e fazendo parte da nossa vida…e hoje quando conto pra nossas filhas, elas morrem de rir, e nos perguntam como víviamos tão aprisionados…mas elas também aprenderam outras tantas, especialmente nas escolas… onde esse tipo de crendice se espalha como praga… mas é divertido, e quando crescemos temos histórias loucas pra contar pros filhos.
    Adorei seus post.
    Um beijo
    Telma

  39. Olá Cy….
    Comecei o meu dia lendo suas histórias… e rindo… obrigado por me dá esse privilégio…
    Lembrei também da minha infância…
    Meus pais me educaram não reforçando essas crendices que nos oprimiam…. mas… algumas delas acabaram "escapulindo" e fazendo parte da nossa vida…e hoje quando conto pra nossas filhas, elas morrem de rir, e nos perguntam como víviamos tão aprisionados…mas elas também aprenderam outras tantas, especialmente nas escolas… onde esse tipo de crendice se espalha como praga… mas é divertido, e quando crescemos temos histórias loucas pra contar pros filhos.
    Adorei seus post.
    Um beijo
    Telma

Deixe uma resposta