segunda-feira, 9 de setembro de 2013

A família Otária

Imagem daqui. Sim, a família Otária também recicla...

Esqueçam as propinas, o camarote vip na faixa, e todas as janelinha do bonde, porque a família Otária tá na área!
A família Otária, parece uma família comum como tantas do país, a não ser por algumas atitudes e pensamentos, que fazem despertar em muitos a compulsão de chamá-la por esse sobrenome.
A família Otária faz tudo o que as outras famílias fazem, ela vai ao supermercado, mas pára bem longe da entrada, porque sabe, a família Otária não aprecia estacionar nas vagas de idosos, gestantes e deficientes físicos. Ela faz sua compra normalmente, e quando vão pagar percebem que a moça do caixa, que estava com uma cara de poucos amigos por sinal, esqueceu de passar um item, aquele vinho bom que estava na promoção e a família Otária se deu o luxo de aproveitar. O que a família Otária faz? Sim, ela alerta a moça, porque está ciente que aquele erro vai doer no bolso dela, e nem chegam a cogitar que ela merecia aquilo porque a cara dela tava feia. Então voltam para guardar as compras e devolvem o carrinho no local correto, e não na vaga do carro ao lado. Ah, esses Otários...

A família Otária foi ao circo. (vejam só, os Otários também se divertem!) Compraram os ingressos num local de visão não muito privilégiada, na verdade, um local nadinha privilegiado quando se tratava das cadeiras que ficavam bem atrás de uma grande coluna. Pouco antes de começar o espetáculo, o filho Otário nota que algumas pessoas ao seu redor estavam migrando para o local bem em frente ao palco, onde havia vários lugares livres, logo que poucos puderam pagar aqueles ingressos tão caros. O pai Otário explicou para o filho Otário que eles não migrariam para lá, porque não seria honesto com quem supostamente pagou para estar lá. O filho Otário achou tudo aquilo meio injusto e sem sentido, mas acabou entendendo os argumentos do pai Otário.

A família Otária também foi a praia (e você achando a vida dos Otários bem pacata, né?). Porém, já era de esperar que a família Otária demoraria alguns minutos a mais para chegar ao seu destino não é? Sim, porque é claro, eles não passam os outros carros pelo acostamento. Ué, mas TODOS estão passando! Principalmente eles, os membros da família dos Espertinhos...Pois é, mas a família Otária resiste, e alguns quilômetros depois, um policial acaba impedindo a passagem de um membro da nobre família dos Espertinhos. A mãe Otária não se conteve e riu um pouco...

Acreditem se quiser, mas a família Otária tem amigos, a maioria é claro, são Otários como eles. E conseguem viver bem e são felizes na maioria do tempo. Até a família dos Espertinhos gosta de ter amizade da família dos Otários, embora não entendem, como podem levar a vida daquele jeito, e sentem pena porque pensam que os Otários NÃO sabem aproveitar a vida. Mas a família dos Otários é feliz assim, e eis um segredo: eles se acham petulantes, e acreditam que o país poderia ser um pouco melhor se tivessem mais membros de sua família por aí. Ah, esses Otários...

Este é um texto fictício (ou não), objetivando apenas a reflexão sobre exemplos e princípios , e a dificuldade de criar filhos num cenário onde a cultura do “espertinho” é tida ainda como heróica.

Abraço e uma ótima semana a todos!

35 comentários:

  1. Ótimo, Cy!!!
    Ótimo!
    Eu conheço algumas pessoas dessa família... Mas a família toda, não conhecia...
    Só não quero que os meninos convivam com eles, tenho um pouco de medo do lance da laranja podre, sabe?

    Beijão

    ResponderExcluir
  2. Etâ família Otária, o pior que me junto a eles e tô criando um otarinho em casa.
    Muito bom guarda esse pro livro hein!
    Beijo, beijo

    ResponderExcluir
  3. Cy,
    Ótimo!!!
    Adorei o post!
    Beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ai ai Cy, se todos fossem mais otarios e menos ixxxxpertos seria tão melhor ne?
    AMEI o texto.
    beijos
    Lele

    ResponderExcluir
  5. Hahaha... adorei esta família. Acho até que temos algum parentesco, viu? É mesmo difícil explicar as otarices, né? Teve uma vez até que uma amiguinha das crianças que estava passando a tarde conosco perguntou: "a tua mãe faz isto todo os dias?" quando caminhamos um pouco para atravessar a rua na faixa!

    ResponderExcluir
  6. Amei e vou divulgar! Me sinto uma OTÁRIA completa quando caminho um quarteirão para atravessar na faixa de segurança, e os carros não param no sinal. Ou quando espero na fila dos 10 itens no cestinho e aparece um espertinho com 15 itens e pede para que a moça do caixa dê um jeitinho.

    Também gostei muito de como o texto foi escrito!!!

    beijoooo

    www.fernandareali.com

    ResponderExcluir
  7. É uma loucura fazer a coisa certa, porque literalmente somos classificados como "Otários". Mas quem sabe esse sobrenome não cresce tanto quanto os "santos e silvas", né? Adorei.
    Bjs
    Fabi - Mulher & Mãe
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  8. Adorei!!!!!!! Sou otária tb e muitas vezes não compreendida. Fictício ou não gostei muito mesmo! Beijos!
    Cantinho da Galega

    ResponderExcluir
  9. Belo texto!
    Ah se o mundo fosse feito de Otários...

    ResponderExcluir
  10. Belo texto!
    Ah se o mundo fosse feito de Otários...

    ResponderExcluir
  11. Cynthia, vim conhecer seu blog e já cheguei com um texto incrível. Eu me sinto a Otária!!
    Me sinto a otária quando vou a praia, guardo todos os lixos, e o próprio morador deixa o lixo na praia, me sinto a otária como a Fernanda Reali que ando quarteirões para atravessar na faixa, me sinto uma otária quando estou dirigindo, erro a rua, mas dou uma volta enorme até chegar no caminho correto, enquanto muitos dão ré na contramão... Enfim, sou uma otária assumida, rs.
    Beijos e amei o blog.
    :o))

    ResponderExcluir
  12. Me recordei de quando fui ver um musical (Chicago em 2004) e estava em um lugar mais ou menos, mas não muito lá na frente, que achei o fim quando a luz apagou e todo mundo foi para a frente (para os lugares vazios).
    Comentei isso aonde eu trabalhava na época e riram de mim, disseram que isso era normal.

    ResponderExcluir
  13. Prazer!
    Sou também uma das integrantes da família dos Otários!!!
    Incompreendida algumas vezes, mas com a consciência tranquila pela vida que levo, pela educação e exemplo que dou aos meus otarinhos.
    Parabéns pelo excelente texto Cy!

    Beijo e boa semana

    ResponderExcluir
  14. Muito bem abordado a questão. Também somos da família de otários mas, pior do que isso mesmo é sermos cidadãos de um país que só tem GERSON.
    Parabéns viu! bjus yvone

    ResponderExcluir
  15. Nossa, Cynthia, minhas palmas para vc. Arrasou no texto e eu já me tornei fã da família Otária. Na verdade, acho que tenho um leve parentesco com eles. Certeza!

    Beijo beijo.

    ResponderExcluir
  16. Fantástico!
    A "Lei de Gerson" passa longe aqui de casa, aliás, faço questão de nem mencionar esta lei pros meus filhos. Tenho mto orgulho de ser uma família Otária.
    Bjs

    ResponderExcluir
  17. Somos parentes? Aqui há uma família de otários bem otários. Acho que otários de pai e mãe kkkkkkkkk
    Mas a consciência dorme tranquila e isso não há mastercard que pague. Bj

    ResponderExcluir
  18. Se no mundo tivessem mais otarios que espertinhos... talvez ainda houvesse salvação! adorei!

    ResponderExcluir
  19. Como você sabe tanto sobre mim? Acho que sou algum membro perdido da sua família ou você da minha. E sabe por que não tem uma câmera multando todos os que andam pelo acostamento? Porque as autoridades são da família dos espertinhos. Eles não vão desagradar os espertos e perder seus votos. Também não vão enquadrar a si mesmos ou a sua família.

    ResponderExcluir
  20. Ótimo texto Cy! Também sou um membro da família Otária e com muito prazer!

    ResponderExcluir
  21. Ótimo,
    Me identifiquei com o texto. Me sinto uma otária quando o motorista a minha frente e lado oposto está de seta ligada e eu diminuo a velocidade, pisco o farol indicando que ele pode passar. Quando guardamos durante algum tempo o lixo nas mãos, a espera do lugar certo p depositá-lo, no lixo.
    Muito bom mesmo, que tenham mais família otária e menos família dos ¨espertinhos¨.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  22. Cynthia texto excelente e faço parte dessa familia otaria.
    E sou feliz mesmo assim...kkkk
    O pior é quando lava as caixas de tetra park e ouço as pessoas falarem para de juntar lixo... eita mundo dos espertos.

    ResponderExcluir
  23. Texto excelente sou de uma família de otários e eduquei otários,3 filhos que são pais excelentes ,de caráter e dignos para viver nessa selva de aproveitadores!!Então continua a saga da família de ótarios!!
    bjjss

    ResponderExcluir
  24. Ola vim te convidar para o sorteio do Blog Decore House
    Os premios são um prato com pé para cupCake,Copos para sorvete,e Imas de sorverte.
    Tudo super vintage e lindo
    Vem correndo!!
    http://decorehouse.blogspot.com.br/2013/09/1-sorteio-do-nosso-blog.html
    decorehouse

    ResponderExcluir
  25. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  26. Texto sensacional. Senti que não vivo na solidão!!!!!

    ResponderExcluir
  27. Encontrei minha família. O mundo precisa de mais gente OTÁRIA!

    Ótimo texto.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  28. Que texto bom, Cyntia. Você está certa, é bom ser dessa família Otária. Eu sou. Somos parentes, então. (vim por várias indicações no FB). Adorei.
    Prazer em ler você.

    ResponderExcluir
  29. Adoro gente Otária! Sou uma também.
    Aliás, se morássemos no 1º mundo, deixaríamos de ser otárias e seríamos tão certinhas! Gosto disso.
    E vamos ensinar nossos filhos e netos a serem otários também ..... quem sabe um dia essa família seja 99% da população, né?
    Adorei o texto.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  30. Adorei o texto e também tenho uma família Otária, graças a Deus. Espero que meus netos também sejam otarinhos, rs. Beijocas.

    ResponderExcluir
  31. Não sei dizer como cheguei aqui, mas adorei o texto! O mundo seria bem melhor mesmo, com mais famílias assim!
    bjo

    ResponderExcluir
  32. Adorei o texto muito bom, espero que a família de otários aumente muito.

    ResponderExcluir
  33. Gente eu sou dessa família.
    Sofro crise de consciência se ao chegar em casa reparo que a pessoa se enganou no troco a mais, e volto para devolver... sou muito otária. E sou feliz!

    Abraços

    ResponderExcluir
  34. Que texto bobo, ser honesto é ser otário? Não entendi a piada.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...